Sindjorce -Sindicato dos Jornalistas no Ceará

Logomarca

Sindicato dos Jornalistas no Ceará

Menu de Ferramentas

Pesquisar conteúdo no site

Menu Principal

Arquivo

2014

2013

2012

2011

2010

2009

2008

2007

2006

2005

2004

22 de agosto de 2012

Nota de Repúdio

As entidades abaixo assinadas vêm tornar público o seu repúdio contra a onda de demissões iniciada pelo jornal O Povo em 17 de agosto, dia do início das negociações da Campanha Salarial 2012/2013 dos jornalistas empregados em jornais e revistas no Ceará. Faltando 15 dias para a data-base de 1º de setembro, mês em que jornalistas não podem ser demitidos, os três primeiros desligamentos foram anunciados. Desde então, a diretoria do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado do Ceará (Sindjorce) está impedida de ter acesso à redação para conversar com a categoria.

O Povo repassou ao Departamento de Recursos Humanos a ordem de não deixar o Sindjorce entrar no jornal até o dia 23, o que alimentou entre os trabalhadores o temor de novas demissões. A suspeita foi confirmada em 20 de agosto, quando mais dois jornalistas foram dispensados. Além das dispensas em si, o que mais causou indignação foi o critério de corte adotado pelo jornal: dos cinco jornalistas demitidos, quatro eram aposentados. Ou seja, foram postos na rua exatamente os profissionais mais antigos no ofício, todos com mais de 20, 30, 40 anos dedicados ao jornal.

Se queriam demitir os mais experientes, que pelo menos apresentassem um plano de desligamento voluntário, ouvindo os trabalhadores, oferecendo incentivos e mantendo benefícios como plano de saúde, assistência odontológica e auxilio educação para dependentes. Mas não foi isso o que aconteceu. Os profissionais simplesmente foram comunicados de que o jornal O Povo não mais precisa deles.

Além de repórteres, colunistas, diagramadores e repórteres-fotográficos, também perderam seus empregos funcionários do Financeiro, Recursos Humanos, Publicidade, Banco de Dados, Expedição e Manutenção, passando de 15 o número de pais e mães de família demitidos até o momento.

As demissões não resolvem problemas administrativos e financeiros dos veículos de comunicação, provocados em sua maioria por má gestão de empresas familiares. Só acirram a já tensa relação capital x trabalho em plena Campanha Salarial dos jornalistas de impresso. É inaceitável que o mesmo jornal que tem investido pesado em novos produtos, equipamentos, projetos gráficos e eventos apresente agora a “contenção de despesas” como justificativa para as demissões.

Tão preocupante quanto ver jornalistas respeitados serem descartados pelo mercado é não saber se estas vagas de trabalho serão ocupadas por profissionais mais jovens, com menores salários e sem a experiência dos demitidos, ou se estes empregos serão simplesmente extintos por “enxugamento de folha”. Nos dois casos, o maior prejudicado será o Jornalismo cearense.

Central Única dos Trabalhadores – CUT

Confederação Nacional dos Trabalhadores da Indústria Gráfica – CONATIGR

Federação Nacional dos Jornalistas – FENAJ

Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado do Ceará – Sindjorce

Sindicato dos Trabalhadores da Indústria Gráfica do Ceará - Sintigrace
Postado por autor: sindjorce em   Notas e AvisosAção SindicalCampanha Salarial.

imprimir imprimir    enviar por email enviar por email

Para enviar o texto preencha os campos abaixo e clique em enviar:

deixe seu comentário





Boletim Informativo

Receba nossas
novidades no seu email.


Nosso Endereço

Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado do Ceará

Rua Joaquim Sá, 545 - Dionísio Torres
Fortaleza/Ceará - CEP: 60.130-050
Fone/Fax: (85) 3272.2966/3247.1094/8644-4042

secretaria@sindjorce.org.br

As notícias deste site são veiculadas através de um canal rss!

RSS

Saiba o que é rss

RSS - O que é isso?

Desenvolvido por:

Oktiva - A melhor escolha para seu site!

O que é RSS?

A tecnologia do RSS permite aos usuários da internet se inscrever em sites que fornecem "feeds" (fontes) RSS. Estes são tipicamente sites que mudam ou atualizam o seu conteúdo regularmente. Para isso, são utilizados Feeds RSS que recebem estas atualizações, desta maneira o usuário pode permanecer informado de diversas atualizações em diversos sites sem precisar visitá-los um a um.

Os feeds RSS oferecem conteúdo Web ou resumos de conteúdo juntamente com os links para as versões completas deste conteúdo e outros metadados. Esta informação é entregue como um arquivo XML chamado "RSS feed", "webfeed", "Atom" ou ainda canal RSS.

Fechar