Sindjorce: 68 anos construindo o esperançar com luta e ousadia

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado do Ceará (Sindjorce) tem uma longa história já consolidada de organização e de defesa dos interesses dos que vivem do trabalho jornalístico. E segue como referência de luta no movimento sindical da categoria, mesmo nos contextos desfavoráveis associados a mudanças do sistema econômico e às estratégias dos empregadores.

Fundado em 26 de maio de 1953, o Sindjorce completa 68 anos em 2021, em meio ao cenário mais desafiador deste século: a pandemia de Covid-19. Desde março de 2020, nosso Sindicato vem atuando fortemente para garantir os cuidados sanitários e preservar a vida das operárias e dos operários da notícia no Ceará.

Aumentamos a vigilância em relação às empresas de comunicação, à medida em que cresciam os casos de contaminação nas redações e nas assessorias. Conseguimos afastar jornalistas grávidas ou com comorbidades para o home office, além da implementação efetiva de protocolos sanitários nas principais redações.

No Brasil, a pandemia encontra a classe trabalhadora ainda mais fragilizada, em função da reforma trabalhista de 2017, que buscou inviabilizar a atividade sindical. O fim do imposto sindical e os contratos precários – que afetam a base de representação dos sindicatos, historicamente ancorada nos assalariados com carteira de trabalho assinada -, ampliaram o percentual de trabalhadores não filiados a sindicatos e não cobertos por convenções e acordos coletivos.

Nossa luta é feita por um grupo de pessoas, eleitas para representar a categoria, que se colocam diante das empresas, entidades e instituições, buscando respeito às jornadas de trabalho, o cumprimento dos pisos e das cláusulas acordadas em Convenções Coletivas de Trabalho, entre outras situações.

Tivemos importantes vitórias recentes no campo jurídico, numa prova de que a luta coletiva sempre rende os frutos da justiça e da valorização da profissão para todes. Mas ainda há muito pelo que lutar: fim da violência contra as e os jornalistas no exercício profissional, fim do assédio moral, respeito aos direitos já conquistados.

Mesmo com as adversidades, desistir nuca será uma opção para nós. Nossa campanha de sindicalização, lançada no início de 2020, resume o sentimento que prevalece: “A esperança tá no Sindicato”. Como ensinou Paulo Freire, esperançar é verbo que se conjuga no plural. Buscamos a resistência ativa em nome da coletividade, buscamos construir um país em que as e os jornalistas sejam livres para exercer a profissão.

Por isso, nesses 68 anos, nosso agradecimento aos que se dispuseram a lutar conosco: ex-dirigentes, associados, funcionários e parceiros. E nosso chamamento para que muitos mais venham construir nossa entidade representativa, com luta e ousadia, sempre!

Fortaleza, 26 de maio de 2021

Diretoria do Sindjorce


Warning: A non-numeric value encountered in /home/storage/8/f8/9e/sindjorce/public_html/wp-content/themes/Newspaper/includes/wp_booster/td_block.php on line 705

3 COMENTÁRIOS

  1. Parabéns pra todos q fazem esse sindicato ir pra frente, por isso tenho orgulho de fazer parte do Sindjorce como um simples associado.

Deixe um comentário para Ricardo Ventura Cancelar resposta