Sindjorce realizará o I Congresso Estadual Extraordinário dos Jornalistas no Ceará

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado do Ceará (Sindjorce), realiza, de 11 a 13 de agosto, o I Congresso Estadual Extraordinário dos Jornalistas no Ceará e o III Encontro Estadual dos Jornalistas em Assessoria de Imprensa (EEJAI). Com o tema “O Jornalista e as mudanças no Jornalismo e no mundo do trabalho”, o evento acontecerá no Centro Cultural Belchior, na Praia de Iracema, em Fortaleza/CE.

No Congresso, os jornalistas vão debater os desafios da profissão em meio à conjuntura de golpe à Democracia e de retirada de direitos com as “reformas” trabalhista e previdenciária em trâmite no Congresso Nacional. A categoria também discutirá a defesa do jornalismo nas assessorias de imprensa.

A proposta é reunir 200 participantes, entre profissionais que atuam em todos os segmentos (mídia impressa, eletrônica e assessoria de imprensa), como também estudantes e professores de Jornalismo, dirigentes sindicais e demais interessados na temática. O evento contará com uma conferência de abertura, três painéis, seis grupos de trabalho e uma plenária final.

“Com a participação de dirigentes nacionais e internacionais, buscaremos debater a necessidade de organização da categoria frente as mudanças tecnológicas e do modelo de negócios da atividade laboral, com destaque para as novas mídias, além das questões conjunturais pelas quais passam a classe trabalhadora, como a ruptura democrática e as tentativas de precarização das relações de trabalho e de fim da previdência pública”, resume a presidente do Sindjorce, Samira de Castro.

Para o secretário-geral do Sindjorce, Rafael Mesquita, é necessário centrar a luta dos jornalistas para mudar a correlação de forças e avançar na agenda de resistência dos trabalhadores do jornalismo, sobretudo diante da crise do modelo de negócio das redações tradicionais e da necessidade de se debater alternativas para o desenvolvimento do jornalismo profissional. “Por isso, a proposta é que os grupos de trabalho apresentem, ao final do evento, o plano de lutas dos jornalistas cearenses, estabelecendo uma forma organizativa que dê encaminhamento às lutas sociais e que possibilite saídas coletivas para as transformações em curso no mundo do trabalho”, diz o dirigente.

Programação

Primeira reunião preparatória aberta à categoria realizada no Sindjorce

Duas reuniões preparatórias foram realizadas no Sindjorce, que vem convocando a categoria a construir o I Congresso Extraordinário. A ideia é realizar pelo menos dois pré-encontros em julho, sendo um já confirmado, com a presença da presidenta da Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ), Maria José Braga, no dia 1º de julho, às 10 horas, no auditório do Sindjorce.

Ainda em construção, a programação já tem alguns nomes confirmados, como as jornalistas Sylvia Moretzsohn, Laura Capriglione, Maria José Braga e Cynara Menezes. “Os painéis vão tratar da ‘crise’ do Jornalismo, precarização e trabalho decente nas redações e assessorias de imprensa, reformas e democracia”, acrescenta Samira de Castro. Em breve, o Sindjorce abrirá as inscrições.

2 COMENTÁRIOS

  1. Companheiros
    Samira de Castro e Rafael Mesquita,

    Por motivos já explicados por telefone, lamento não poder aceitar o convite que me foi feito para participar do I Congresso Estadual Extraordinário dos Jornalistas do Ceará.
    Aproveito a oportunidade para manifestar a minha admiração pela atuação do Sindjorce, sempre atento aos interesses da categoria e capacidade de organização. É, sem dúvida, um dos sindicatos de jornalistas mais ativos do Brasil.

    Abraços

    Audálio Dantas

    • Muito obrigado, caro amigo e grande mestre Audálio Dantas. Nos inspiramos em você e na sua grande luta. Um forte abraço.

Deixe uma resposta para Audálio Dantas Cancelar resposta