Jornalistas de Rádio e TV conquistam reajuste salarial de 4,5% em 2021

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado do Ceará (Sindjorce) realizou Assembleia Geral Extraordinária na tarde desta quarta-feira (22/12) com os jornalistas de rádio e televisão. No encontro, que aconteceu na plataforma virtual Zoom, a categoria aprovou, por unanimidade, reajuste salarial linear de 4,5%, referente a reposição de 2021.

Alvo de negociação durante todo o ano, o conteúdo aprovado representa a última proposta patronal, apresentada pelo Sindicato das Empresas de Rádio e Televisão do Ceará (Sindatel), que foi melhorada nas últimas horas com a pressão da diretoria do Sindjorce.

A correção de 4,5% será aplicada aos salários de dezembro deste ano. Já em substituição ao retroativo dos 11 meses, posto que a data-base da categoria é janeiro, será concedido abono salarial de R$ 1,5 mil para quem recebe o piso e de R$ 1,2 mil para quem recebe acima do piso de rádio e TV.

Conforme explicou o presidente do Sindjorce, Rafael Mesquita, o índice aprovado está abaixo da inflação do período, calculada em 5,44%, mas ainda assim representa uma vitória dos jornalistas, já que foi obtido após persistente diálogo provocado pela comissão de negociação do sindicato laboral.

“Enquanto os patrões propunham 3,5% de reajuste, nós do Sindjorce pleiteamos, já na reta final das negociações, aumento de pelo menos 5,44%, com abono de R$ 1,5 mil. Chegamos perto de conseguir isso, mas houve resistência de parte das empresas, o que mostra que a nossa luta precisa aumentar ainda mais no próximo ano”, destacou o dirigente.

As deliberações salariais serão incorporadas, como aditivo, à atual Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) 2019-2021 de Mídia Eletrônica. Já as diferenças do crescimento da remuneração, válido a partir de dezembro de 2021, e os abonos, serão quitados em duas parcelas. A primeira na folha de janeiro de 2022, que é paga no começo de fevereiro, e a segunda na folha de fevereiro, honrada no início de março.

Agora é Campanha Salarial 2022

Ainda na assembleia geral, o Sindicato convocou os jornalistas a se engajarem com toda a energia possível na Campanha Salarial Unificada 2022, que tem como tema Jornalismo essencial exige valorização profissional Jornalistas do Nordeste unidos por reajuste salarial e respeito os direitos”. Lançada em 15 de dezembro, a mobilização deve ganhar corpo a partir de janeiro próximo.


Warning: A non-numeric value encountered in /home/storage/8/f8/9e/sindjorce/public_html/wp-content/themes/Newspaper/includes/wp_booster/td_block.php on line 705

DEIXE UMA RESPOSTA