Campanha Salarial: Jornalistas do jornal O Povo elaboram contraproposta para reajuste

Atendendo ao chamado do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado do Ceará (Sindjorce), jornalistas empregados do jornal O Povo reuniram-se na tarde desta segunda-feira, 08 de janeiro, para avaliar a proposta apresentada pela empresa para o reajuste salarial da data-base de primeiro de setembro de 2023.

A proposição do periódico, enviada ao sindicato quatro meses após ao despacho do primeiro ofício laboral, é de um reajuste de 4,06%, percentual do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) da data de referência da categoria, a ser implementado somente a partir de janeiro de 2024. Além disso, O Povo propôs um abono salarial para os meses de setembro, outubro, novembro e dezembro de 2023, distribuído da seguinte forma: R$ 500,00 para quem trabalha 150h, R$ 700,00 para quem trabalha 180h e R$ 900,00 para quem trabalha 210h, parcelado em 4 vezes. A bonificação seria aplicada de forma alternativa ao retroativo salarial devido.

Diante desta realidade, após analisar os números e considerar as propostas iniciais do Sindjorce, os trabalhadores decidiram, por unanimidade, apresentar uma contraproposta, incluindo:

Abono Salarial:

Concordância com a proposta de abono salarial apresentada pelo jornal, visando quitar o retroativo dos meses de setembro, outubro, novembro e dezembro de 2023.

Auxílio Alimentação:

Demandar novamente a implementação da proposta laboral de atualização da cláusula referente ao auxílio alimentação de R$ 25,00, que será devida aos jornalistas com jornada de trabalho igual ou superior a seis horas por dia, avaliada como uma política alimentar mais satisfatória, que respeita o direito de escolha nas refeições.

Reajuste Salarial:

Contraproposta de um reajuste salarial, a partir de primeiro de janeiro, no percentual de 6,14%, resultante da soma da taxa inflacionária (4,06%) com 2% de ganho real. Este índice, amplamente debatido, busca compensar a defasagem salarial.

Revisão da Estrutura Salarial:

Além das propostas salariais, os trabalhadores sugerem a revisão da estrutura salarial, propondo a unificação do piso salarial do segmento impresso com o estabelecido para profissionais jornalistas em rádio e televisão no estado do Ceará, considerando a transformação do Jornal O Povo em um canal multimídia de jornalismo.

O presidente do Sindjorce, Rafael Mesquita, que conduziu a reunião, destaca a demanda dos trabalhadores por dignidade salarial, ressaltando que seus salários estão abaixo de dois salários mínimos. “O contexto de revitalização econômica em Fortaleza, com um crescimento de 12,7% no PIB, e o cenário nacional de crescimento do setor de comunicação e de negociações salariais fechadas acima da inflação fortalecem a justificativa dos jornalistas”, evidencia o dirigente.

Contraposta apresentada à empresa

As propostas atualizadas dos trabalhadores foram encaminhadas ao jornal, por meio de ofício, no início da noite deste dia oito. Além de apresentar a devolutiva da categoria, o Sindjorce enfatizou a importância de uma negociação rápida e eficaz, apelando pelo retorno o mais urgente possível.

“A contraproposta busca não apenas compensar as perdas inflacionárias, mas também promover avanços reais nos salários, reconhecendo o empenho e a dedicação dos profissionais diante de uma realidade desafiadora”, finaliza o presidente do Sindicato.


Warning: A non-numeric value encountered in /home/storage/8/f8/9e/sindjorce/public_html/wp-content/themes/Newspaper/includes/wp_booster/td_block.php on line 705

DEIXE UMA RESPOSTA